Canal Youtube

download (1).png

41.3092.5058

41.9.8441.3413

O solista e

o Liutaio

Veja em Full HD :)

Documentário

Em busca do instrumento perfeito

A arte da construção de instrumentos na capital mundial do violino. Ambientado em Cremona, Itália, O Solista e o Liutaio revela a jornada de um músico e um artesão brasileiros em busca do instrumento perfeito.

POR thiago couto

O Solista e o Liutaio tem como ponto de partida a vida e obra do luthier Luiz Amorim, protagonista do documentário. Original de Curitiba, PR, Amorim é reconhecido com um dos principais construtores de instrumentos da família do violino no país. Com um olhar sensível às formas e texturas da natureza, o artesão manifestou desde cedo a vocação e desejo por transformar objetos com as próprias mãos. Com 25 anos experiência no mercado de música clássica, Amorim, que também é artista plástico, possui sólida carreira como construtor, restaurador e negociante de instrumentos. Em 2018, graças à demanda internacional crescente e busca de novos mercados, abriu o segundo atelier em Cremona, Itália, capital mundial do violino onde lendas como Antonio Stradivari e Giuseppe Guarneri criaram instrumentos antológicos, até hoje objeto de desejo entre músicos e colecionadores.

Luiz Amorim em seu atelier em Curitiba e o violoncelista brasileiro Antonio Meneses.

Fotos Thiago Couto / Curitiba (PR) 2016-2018 e Arquivo Antonio Meneses (www.antoniomeneses.com)

Em seu novo espaço na Itália, Amorim recebe Antonio Meneses, personagem coadjuvante que contrata o protagonista para construir o novo instrumento da próxima turnê européia. Principal nome do violoncelo no Brasil e radicado há mais de 30 anos na Europa, Meneses coleciona participações nos principais concertos eruditos do mundo, entre os quais espetáculos das Orquestras Filarmônicas de Moscou, São Petersburgo, Nova York e Israel, e as Orquestras Sinfônicas de Londres, da BBC e Viena, Concertgebouw, de Amsterdã, Suisse Romande, entre outras. Com mais de 40 anos de profissão, Meneses passou também a dar aulas, sendo contratado como professor na célebre Accademia Walter Stauffer, em Cremona. Era apenas questão de tempo para que os dois brasileiros se encontrassem em terras européias para enfim iniciar uma parceria que une a arte da construção com a  arte da música. 

O Solista e o Liutaio acompanha todas as fases das 250 horas necessárias para a construção de um violoncelo sob medida. O filme registra o processo do artesão, sua relação com técnicas e materiais que remontam a forma como o instrumento era construído no século XVII. Em paralelo o filme acompanha as visitas de Meneses ao atelier do luthier, suas impressões e contribuições para a construção do instrumento que irá se apresentar nas maiores orquestras eruditas do mundo.

O filme discute o papel do artesão no mundo contemporâneo em contraposição à lógica industrial, que prima por padronização e larga escala. Luiz Amorim mostra que o fazer artesanal se submete a princípios artísticos, funcionando sob a perspectiva da singularidade, alto valor agregado e produção limitada. Para isso mostra também outros ateliers e construtores de Cremona assim como a tradição centenária que transformou a cidade de 70 mil habitantes na capital mundial da liuteria. 

O documentário se encontra em fase de captação e pré produção, com estimativa de lançamento para janeiro de 2020.